Deputada federal Keiko Ota faz visita e recebe pedido de mais recursos para a Santa Casa

Parlamentar já destinou emenda orçamentária que garantiu aquisição de equipamentos para o hospital; na visita de sextafeira, ela conheceu autoridades, diretores da Santa Casa e representantes de entidades

A deputada federal Keiko Ota (PSB-SP) esteve em Palmital na manhã de sexta-feira da semana passada para conhecer a Santa Casa de Misericórdia e se encontrar com autoridades municipais e representantes de entidades. A parlamentar destinou emenda do

Orçamento da União que no ano passado possibilitou a liberação de R$ 144,1 mil para a aquisição de equipamentos para o hospital que atende pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Durante encontro, Keiko falou sobre a visita, seus objetivos na política e do trabalho que realizaem favor das entidades, além de manifestar o compromisso de continuar trabalhando pelo município. A deputada esteve em Palmital acompanhada do marido e vereador na capital paulista, Masataka Ota e foi recebida na Santa Casa pelo presidente Edson Rogatti, que estava acompanhado de diretores e funcionários. Representando o município, estavam o prefeito José Roberto Ronqui, o vice Júlio Yamamoto e o presidente da Câmara Municipal, Rodolfo Mansoleli. Também participaram do evento os presidentes da OAB, João Gil, do Asilo São Vicente de Paulo, Sérgio Vaz, e da Associação Fuade Haddad, Bete El Zouk, além de representantes do Instituto Bola e Cidadania e de outras entidades.

AGRADECIMENTOS

Rogatti abriu o evento lembrando a amizade que construiu com a deputada e destacou a prontidão de Keiko em ajudar a Santa Casa de Palmital, “uma entidade que se dedica a salvar vidas”, ressaltou. O presidente agradeceu o apoio em nome de todos os profissionais e falou de seu trabalho à frente da Confederação das Misericórdias do Brasil (CMB) e da parceria com a Prefeitura, que possibilita a manutenção do hospital. O prefeito Ronqui agradeceu a visita da deputada e disse que Palmital está de portas abertas, além de agradecer pelas conquistas viabilizadas para melhoria do atendimento aos pacientes. Rodolfo Mansoleli também fez discurso e, além de agradecer a deputada, se colocou à disposição para trabalhar pela Santa Casa. Ronqui entregou um ofício, que também foi assinado por Rogatti, que solicita a viabilização junto ao governo federal de R$ 400 mil para custeio da Santa Casa. Representantes do Asilo, da Associação Voluntária do Câncer Fuade Haddad e do Bola e Cidadania apresentaram pedidos de apoio da deputada para a viabilização de recursos e programas do governo federal.

JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS

Keiko lembrou de sua tragédia pessoal, com a morte de seu filho Ives Ota aos oito anos durante um sequestro que comoveu o Brasil há 20 anos, e das motivações que a levaram ao meio político, onde se tornou porta-voz das famílias vítimas de violência. A deputada disse que desenvolve trabalho de apoio aos municípios e às instituições que fazem atendimento direto às populações. Para ela, esta parceria com as prefeituras a deixa com o “coração feliz”, pois promove ações para o bem das pessoas e a torna mensageira da fraternidade e do trabalho pela comunidade.

A parlamentar destacou seu trabalho pelo endurecimento das penas para crimes e incentivo às ações que transmitam bons valores com base em ideais de paz, justiça e direitos humanos. Keiko destacou também que, na quarta-feira da semana passada, seu projeto que altera o Código Nacional de Trânsito Brasileiro e prevê aumento da pena para embriaguez ao volante que provocam mortes foi aprovado na Câmara dos Deputados. Depois da reunião, a deputada fez visita às instalações da Santa Casa para conhecer a estrutura física do hospital e os aparelhos adquiridos com a verba viabilizada por uma de suas emendas.

RECURSOS

Segundo a Santa Casa, a primeira emenda apresentada por Keiko em atendimento a pedido de Rogatti, que fez parte do Orçamento da União de 2015 e foi liberada no ano passado, viabilizou a compra de um foco cirúrgico, um aparelho de anestesia, 24 cadeiras de rodas, dois desfibriladores e duas macas, além de dois aspiradores de secreções e dois laringoscópios que estão em fase de aquisição. A parlamentar também apresentou outras duas emendas aos orçamentos de 2016 e de 2017, ambas de R$ 100 mil, que aguardam liberação.